O Que Terá Acontecido a Baby Jane? (2016)

Eva Wilma e Nicette Bruno estrelam a primeira montagem teatral do clássico longa-metragem de 1962

Em agosto de 2016, mais de cinco décadas depois de estrear no cinema, o mítico thriller psicológico "O Que Terá Acontecido a Baby Jane?" (What Ever Happened to Baby Jane?) ganhou sua primeira versão teatral, protagonizada por dois grandes nomes da dramaturgia brasileira: Eva Wilma e Nicette Bruno. A montagem teve direção da dupla Charles Möeller & Claudio Botelho, que pela primeira vez assinou um espetáculo não musical.
 
A dupla Möeller & Botelho obteve os direitos da obra dez anos após a morte de Henry Farrell, autor da novela que deu origem em 1962 ao longa-metragem dirigido por Robert Aldrich, e também autor da transposição para o teatro.

 
Em cena, Eva Wilma e Nicette Bruno recriaram os papéis que consagraram Bette Davis e Joan Crawford no cinema: as irmãs Jane e Blanche Hudson. Após ser uma estrela mirim do teatro de vaudeville, Jane Hudson (Eva Wilma) precisou lidar com a decadência de seu prestígio e o posterior sucesso de sua irmã, Blanche (Nicette Bruno), que se transformou em uma estrela do cinema hollywoodiano. Depois de um trágico e misterioso acidente que encerrou definitivamente a carreira de ambas, elas se encontram confinadas – e abandonadas – em uma mansão, onde dividem um cotidiano recheado de mágoas e ressentimentos. É o cenário perfeito para o embate entre as irmãs e para uma vingança perversa de Jane, que passara boa parte da vida renegada ao papel de coadjuvante nos filmes da irmã. Disposta a voltar aos palcos, Jane tenta retomar o personagem da infância, passando por cima de tudo para atingir o seu objetivo.

 
A estreia do espetáculo, que também foi mundial, ocorreu em 19 de agosto de 2016, no Teatro Porto Seguro, em São Paulo. Além de Eva e Nicette, o elenco contou com Licurgo, Nedira Campos, Teca Pereira, Juliana Rolim, Rachel Rennhack e as meninas Sophia Valverde, Duda Matte e Thaís Morello. Na segunda temporada da peça, em 2017, o ator Paulo Goulart Filho substituiu Licurgo nos papeis masculinos.
 
Por questões burocráticas, a adaptação teatral do filme nunca foi adiante. Apaixonados pelo longa-metragem, Charles Möeller & Claudio Botelho tinham desejo antigo de encenar a história e foram surpreendidos com a notícia de que finalmente a transposição para o palco tinha sido concluída. O próprio Henry Farrell, autor do romance original que deu origem ao filme, se dedicou a escrever a peça pouco antes de morrer, em 2006. Quase dez anos depois, os direitos foram liberados pela família e cedidos para a Möeller & Botelho.

 
Os diretores levaram sua equipe criativa dos musicais para o novo projeto, que contou com a cenografia de Rogério Falcão – responsável por todos os trabalhos da dupla desde ‘7 – O Musical’ (2007) –, os figurinos de Carol Lobato, a iluminação de Paulo César Medeiros, o visagismo de Beto Carramanhos e a coordenação artística de Tina Salles.

O espetáculo teve excelente repercussão de crítica e público, o que se confirmou com indicações e vitórias de prêmios e uma segunda temporada, realizada em 2017, no mesmo Teatro Porto Seguro. 
 
Elenco 
Eva Wilma como Jane Hudson
Nicette Bruno como Blanche Hudson
Licurgo / Paulo Goulart Filho
Nedira Campos
Teca Pereira
Juliana Rolim
Rachel Rennhack
E as crianças: 
Sophia Valverde
Duda Matte
Thaís Morello (substituta)

 
Ficha Técnica:
Autor: Henry Farrell
Adaptação: Charles Möeller
Tradução: Claudio Botelho
Direção: Charles Möeller & Claudio Botelho
Cenografia: Rogério Falcão
Figurinos: Carol Lobato
Iluminação: Paulo César Medeiros
Visagismo: Beto Carramanhos
Design de Som: Ademir Moraes Jr.
Coordenação Artística: Tina Salles
Direção de Produção: Beatriz Braga
Produção Executiva: Edson Lopes
Realização: Möeller & Botelho
Fotos:
Divulgação: Leo Aversa
Cena: Marcos Mesquita e Edson Lopes Jr.

 
Prêmios e indicações:
 
Prêmio Arte Qualidade Brasil
 
Indicações:
Melhor Atriz – Drama: Eva Wilma
Melhor Atriz – Drama: Nicette Bruno
 
Vencedor:  
Melhor Atriz – Drama: Eva Wilma
 
Melhores do Ano segundo o jornalista e crítico teatral Miguel Arcanjo Prado
 
Indicações:
Melhor Atriz: Eva Wilma e Nicette Bruno
Melhor Atriz Coadjuvante: Teca Pereira
Revelação: Sophia Valverde
Iluminação: Paulo Cesar Medeiros
Trilha Sonora: Charles Möeller
 
Vencedor: 
Melhor Atriz: Eva Wilma e Nicette Bruno
Melhor Atriz Coadjuvante: Teca Pereira
 
Prêmio Aplauso Brasil de Teatro*
 
Indicações:
Melhor Atriz: Eva Wilma
Melhor Atriz Coadjuvante: Sophia Valverde
Melhor Atriz Coadjuvante: Teca Pereira
 
Prêmio QUEM*
 
Indicações:
Melhor Atriz de Teatro: Eva Wilma
Melhor Peça
 
* vencedores serão anunciados no primeiro semestre de 2017.
 
 
Estreia:
19 de agosto de 2015 - Teatro Porto Seguro (SP).
 
Temporadas:
* 19 de agosto a 30 de outubro de 2016 - Teatro Porto Seguro (SP).
* 15 de fevereiro a 30 de março de 2017 - Teatro Porto Seguro (SP)
 

Veja mais fotos de "O Que Terá Acontecido a Baby Jane?" no Flickr Möeller & Botelho.  
 
 

Buscar