O Mágico de Oz

Em junho de 2012, a dupla Charles Möeller & Claudio Botelho lançaram sua versão daquele que talvez seja o mais celebrado musical de todos os tempos: "O Mágico de Oz", que estreou no Rio, no Teatro João Caetano.

A montagem foi baseada na única adaptação autorizada para o teatro, feita pela Royal Shakespeare Company, seguindo praticamente todo o roteiro do filme, além de incluir toda a música incidental escrita para o cinema.

Como de praxe, a dupla Möeller & Botelho teve total liberdade para adaptação da obra. Além de pensar em uma concepção mais adulta para o espetáculo, eles incluíram um número ("Jitterbug") cortado do longa, o Mágico (vivido por Miele) ganhou uma canção inédita, com letra de Botelho sobre música de Harold Arlen, e toda a concepção visual e coreográfica foi nova, fruto do trabalho em conjunto da direção com Rogério Falcão (cenários), Fause Haten (figurinos), Paulo Cesar Medeiros (iluminação) e Alonso Barros (coreografia).

A equipe artística enfrentou o desafio de reler cenas que se tornaram lendárias no cinema, como o furacão que leva Dorothy a Oz, a aparição das Bruxas e o famoso voo de balão com o personagem-título.

Para dar vida a figuras míticas – como o Espantalho, o Homem de Lata e o Leão Covarde – e uma história recheada de forte carga imagética, mais de 150 profissionais trabalharam desde o início de 2012 na produção de 14 cenários diferentes, nas mais de 300 peças que compõem o figurino e na preparação de efeitos cênicos.

A curiosidade em torno das aventuras da menina Dorothy Gale já foi detectada com o anúncio das audições para o musical. A quantidade de inscritos ultrapassou os três mil e causou, em um único dia, a queda do site do projeto pelo volume de acessos. Malu Rodrigues (Dorothy) foi escolhida para liderar um elenco de 35 atores e 16 músicos.

Ela dividiu a cena com Lucio Mauro Filho, que fez sua estreia no gênero, Pierre Baitelli e Nicola Lama, respectivamente, o Leão Covarde, o Espantalho e o Homem de Lata. Também houve a presença de Maria Clara Gueiros, como a atrapalhada Bruxa Má do Oeste; Bruna Guerin, como Glinda, a Bruxa Boa; e o múltiplo Luiz Carlos Miele, que viveu o Mágico, personagem que comanda indiretamente toda a saga de Dorothy.

Pela primeira vez, Möeller & Botelho tiveram a participação de um animal em cena - Três cães se alternaram no ‘papel’ de Totó, o cachorro que, de tão famoso, originou o apelido para cachorros de todo o mundo.

"O Mágico de Oz" foi uma parceria da dupla Möeller & Botelho com a Aventura Entretenimento.

Ficha Técnica

De:
L. Frank Baum

Música e letras do filme da MGM:
Harold Arlen & E.Y. Harburg

Música incidental:
Herbert Stothart

Adaptação do Livro:
John Kane
a partir do roteiro cinematográfico para a Royal Shakespeare Company

Arranjos Vocais e de Dança:
Peter Howard

Orquestração:
Larry Wilcox

Direção:
Charles Möeller

Direção Musical e Regência:
Marcelo Castro

Versão Brasileira e Supervisão Musical:
Claudio Botelho

Coreografia:
Alonso Barros

Cenografia:
Rogério Falcão

Figurinos:
Fause Haten

Iluminação:
Paulo Cesar Medeiros

Design de Som:
Marcelo Claret

Visagismo:
Beto Carramanhos

Coordenação Artística:
Tina Salles

Diretora Assistente:
Paula Sandroni

Casting:
Marcela Altberg

Realização:
Aventura Entretenimento

Elenco:
Malu Rodrigues – Dorothy
Maria Clara Gueiros – Bruxa Má do Oeste / Srtª Gultch
Lucio Mauro Filho – Leão Covarde / Zeke
Pierre Baitelli – Espantalho / Hunk
Nicola Lama – Homem de Lata / Hickory
Luiz Carlos Miele – Mágico de Oz / Professor Marvcl
Bruna Guerin – Glinda / Tia Em
André Falcão – Guarda da Cidade das Esmeraldas / Tio Henry
Kostya Biriuk – O Ciclone
Alessandro Brandão – General Winkie / Ensemble
Flávio Arco-Verde – Nikko / Ensemble
Helcio Mattos – Líder Jitterbug / Ensemble

Ensemble:
Alfredo Del-Penho
Arthur Marques
Beto Vandesteen
Bianca Andreolli
Chiara Santoro
Cristiana Pompeo
Darwin Del Fabro
Eline Porto
Elton Towersey
Fabiana Tolentino
Giselle Lima
Joane Mota
Juliana Lago
Junior Zagotto
Maíra Lana
Natacha Travassos
Natalia Carvalho
Pedro Arrais
Thadeu Mattos
Vanessa Costa
Wallace Araújo
Wallace Ramires
Zuryck D'tassio

E Sage, Donatella e Totó como Totó

Músicos:
Anderson Pequeno – (Violino 1 - Spalla)
Leo Fantini – (Violino 2)
Stoyan Gomide – (Viola)
Saulo Vignoli – (Cello)
André Santos – (Baixo acústico)
Thiago Nevcs – (Oboé / Corne inglês)
Wladyslaw Kreinski – (Flauta / Picollo)
Whatson Cardozo – (Clarinete / Clarone / Sax alto)
Zaida Valentim – (Teclado 1)
Marcelo Farias – (Teclado 2)
Matheus Moraes – (Trompete)
Fabiano Segalote – (Trombone)
Leandro Reis – (Trompa)
Márcio Romano – (Bateria)
Gabriel Guenther - (Percussão)

Buscar