O Despertar da Primavera

Em 21 de agosto de 2009, estreou, no Teatro Villa-Lobos (RJ), 'O Despertar da Primavera', baseado na obra do alemão Frank Wedekind, escrito em 1891.

O espetáculo dirigido por Charles Möeller e Claudio Botelho, e produzido pela Aventura Entretenimento, foi baseado na recente versão da Broadway, um eletrizante musical de 2006, vencedor de oito prêmios Tony, o mais importante do teatro americano.

O musical fala do universo de um grupo de adolescentes que vivenciam situações de iniciação sexual, incesto e opressão, em cenas fortes de masturbação, homossexualismo, aborto e suicídio.

Das centenas de candidatos inscritos para a montagem de Möeller & Botelho, cerca de 500 passaram na primeira seleção. Após as audições saíram os dezenove aprovados.

O elenco reuniu atores do Rio, de São Paulo, Campinas, Brasília e Porto Alegre.

"A união do rock com um texto de 1891 foi um escândalo. É diferente de tudo o que vinha rolando lá nos últimos anos, absolutamente vanguardista", revelou Claudio.

"A grande sacada é colocar a música de hoje relacionada aos jovens daquela época. Seus gritos e buscas permanecem os mesmos. Em 2009, podemos usufruir da liberdade total, mas continuamos sofrendo das mesmas doenças e inseguranças. O tempo passou, mas a essência do homem se mantém oprimida muitas vezes, especialmente diante da Família, da Igreja e do Estado", afirmou Charles.

"A peça discorre sobre vários temas, mas é fundamentalmente sobre o sexo. O adolescente é um mundo secreto e esse espetáculo oferece uma possibilidade de espiarmos este mundo pelo buraco da fechadura", complementou o diretor.

A montagem brasileira de 'O Despertar da Primavera' conseguiu autorização para ser a primeira non-replica no mundo desde a estreia na Broadway. Isto significa que, usando o mesmo texto e canções do musical, Charles Möeller e Claudio Botelho realizaram a primeira direção e concepção diferente em tudo das originais. Consultados, os autores foram seduzidos pela possibilidade de verem sua obra encenada com outra visão pelos artistas brasileiros.

"Foi um fato inédito montarmos uma produção tão recente da Broadway com a autorização para uma direção autoral. Geralmente, os espetáculos de grande sucesso levam muitos anos para que comecem a ser 'licenciados' pelos autores sem a obrigatoriedade da cópia", revelou Claudio. "Tive total liberdade para a tradução dos textos e as versões das canções, e só me interessa trabalhar assim. Só não mexi nas partituras e nos arranjos, que considero perfeitos e que são, como sempre, a alma e o sentido principal de um musical", complementou.

"Eu já era muito apaixonado pela peça, antes mesmo de virar um musical. Várias vezes, em adaptações para musicais, perde-se a força do texto, mas o caso do 'Despertar da Primavera' é uma coisa raríssima, pois o musical consegue ser ainda mais contundente do que o original", afirmou Charles.

Em novembro de 2009, 'O Despertar da Primavera' ganhou dois prêmios Qualidade Brasil: Melhor Musical e Melhor Direção. O "Despertar" é escolhido o melhor Melhor Espetáculo Teatral Musical. Já Möeller & Botelho ganham o prêmio de Melhor Direção Teatral Musical.

Depois do sucesso no Rio, 'O Despertar' estreou temporada em São Paulo, no Teatro Sérgio Cardoso. Ao final, atendendo a inúmeros pedidos do público, que chegou a fazer campanhas na Internet, 'O Despertar da Primavera' reestreou em São Paulo, desta vez no Teatro do Shopping Frei Caneca.

'O Despertar da Primavera' ganha três prêmios da APTR (Associação de Produtores de Teatro do Rio de Janeiro): Paulo César Medeiros pela Iluminação, Rogério Falcão pelo cenário (ao lado de Bia Junqueira, por Na Solidão dos Campos de Algodão) e Rodrigo Pandolfo, como ator coadjuvante.


Ficha técnica

Música:
Ducan Sheik

Texto e Letras:
Steven Sater

Baseado na obra de Frank Wedekind

Direção:
Charles Möeller

Versão Brasileira / Supervisão Musical:
Claudio Botelho

Direção Musical:
Marcelo Castro

Coreografia:
Alonso Barros

Cenário:
Rogério Falcão

Figurinos:
Marcelo Pies

Visagismo:
Beto Carramanhos

Som:
Marcelo Claret

Iluminação:
Paulo César Medeiros

Coordenação Artística:
Tina Salles

Produtor Executivo:
Luiz Calainho

Direção De Produção:
Aniela Jordan
Beatriz Secchin Braga
Monica Athayde Lopes

Elenco:
Malu Rodrigues
Pierre Baitelli
Letícia Colin
Rodrigo Pandolfo
Thiago Amaral
Débora Olivieri
Carlos Gregório
Alice Motta
André Loddi
Bruno Sigrist
Danilo Timm
Davi Guilhermme / Gabriel Falcão
Eline Porto
Estrela Blanco
Felipe de Carolis
Julia Bernat
Laura Lobo
Lua Blanco
Mariah Viamonte
Pedro Sol
Thiago Marinho

Elenco Temporada São Paulo:
Malu Rodrigues
Pierre Baitelli / Felipe Tavolaro
Letícia Colin
Rodrigo Pandolfo
Thiago Amaral
Debora Olivieri
Eduardo Semerjian
Alice Motta
André Loddi
Bruno Sigrist
Clara Verdier
Danilo Timm
Eline Porto
Estrela Blanco
Felipe de Carolis
Gabriel Falcão
Laura Lobo
Lua Blanco
Mariah Viamonte
Thiago Marinho

Buscar