Magdalena

Em 2003, a dupla Möeller & Botelho traduziu “Magdalena”, primeira montagem brasileira do musical escrito para a Broadway por Heitor Villa-Lobos. A peça estreou em setembro de 1948, teve carreira efêmera e só voltou a ser encenada em 2003, no VII Festival Amazonas de Ópera, em Manaus.

A adaptação foi de Claudio, e a direção, o cenário e o figurino de Charles.

No programa do espetáculo, a dupla ressaltou: “Para nós, que nos últimos anos viemos trabalhando e vivendo a música de grandes nomes como Cole Porter, Leonard Bernstein, Stephen Sondheim e alguns outros, é um prazer e um alívio poder trazer para a cena uma obra tão especial, com toques de gênio e de assustadora beleza, de um compositor nosso. Finalmente o público brasileiro vai conhecer Magdalena. E estamos certos de que isso vai dar o que falar. Já era hora!

O Festival de Ópera de Manaus nos convidou para fazer a primeira montagem no Brasil. A história é engraçada, fizemos em português com versões minhas. Montamos em formato de concerto, infelizmente não no Teatro Amazonas, mas em um clube, com cantores, orquestra sinfônica, côro de crianças, côro de índios, balé, uma loucura”, disse Claudio.

 Ficha Técnica:

Música:
Heitor Villa-Lobos

Letras:
Robert Wright
George Forrest

Libreto:
Frederich Hazlitt Brennan
Homer Carran

Adaptação:
Evans Haile

Versão Brasileira:
Claudio Botelho

Direção, Cenário e Figurino:
Charles Möeller



Galeria de Imagens

Buscar