Lupicínio e Outros Amores

Em 2004/2005, Claudio Botelho apresentou-se no pocket show “Lupicínio e Outros Amores”, ao lado de Soraya Ravenle, interpretando canções de Lupicínio Rodrigues, como “Nunca”, “Vingança”, “Nervos de Aço” e “Esses Moços”, e relembrando momentos de ambas as carreiras com canções da obra de Cole Porter, Dolores Duran e dos musicais “Chicago”, “Company”, “Suburbano Coração” e “Ópera do Malandro”.

O roteiro e texto foram de Claudio; a direção, ambientação e figurinos de Charles; e a direção musical e os arranjos de Liliane Secco.

No roteiro, canções como “All That Jazz”, “Money, Money”, ambas de John Kander e Fred Ebb, “Let’s do it”, de Cole Porter, e “Losing my Mind”, de Stephen Sondheim.

“Foi a primeira vez que atuamos juntos, com exceção da participação que Soraya fez em Suburbano coração (2002), na temporada do Teatro Carlos Gomes, substituindo Inez Viana. Foi aí que nos conhecemos. Mas aquele nem conta direito. Encaramos este projeto como nosso primeiro encontro nos palcos”, disse Claudio em uma entrevista.

Intérprete de Dolores Duran, em Dolores, de 1999, e Carmem Miranda, em South American Way, de 2001, Soraya Ravenle retomou a parceria com a dupla em 2003, quando foi convidada para viver a Terezinha do clássico Ópera do Malandro.

Ficha Técnica:

Roteiro e Texto:
Claudio Botelho

Direção / Ambientação / Figurinos:
Charles Möeller

Direção Musical / Arranjos:
Liliane Secco

Iluminação:
Paulo César Medeiros

Elenco:
Claudio Botelho
Soraya Ravenle

Piano:
Liliane Secco

Baixo acústico:
Omar Cavalheiro

Produção:
Axion Produtores Associados

Buscar