Retrospectiva Möeller & Botelho 2016

Produtora estreou 3 espetáculos e realizou três turnês, inclusive uma internacional.

"(...) 2016 não foi fácil. Pra ninguém. Do moço que ajuda a montar o cenário aos protagonistas das peças, fazer teatro no ano que passou foi um pouco como fazer mágica. Mas pra quem vive e sobrevive de teatro há 27 anos, a Möeller & Botelho se virou, fez mágica (será?), e só tem a agradecer por ter conseguido trabalhar tanto. Trabalhar é o que nos mantém vivos. MUITO OBRIGADO aos nossos patrocinadores e apoiadores, aos elencos, músicos, equipes de criação e de produção de todos os espetáculos. Também aos jornalistas e críticos, que receberam tão bem nossas produções. E sobretudo, obrigado ao nosso público, fiel e querido, que é nosso alvo único, nosso amor maior, nossa razão de tentarmos nos superar para surpreender sem jamais escorregar da qualidade. Que venha 2017 com mais trabalho e, se o público decidir por nós, que venham mais sucessos!

Claudio Botelho

Veja um pouco do ano M&B em 2016:

Espetáculos/estreias e Turnês

JANEIRO - Kiss Me Kate – O Beijo da Megera reestreia no Teatro Bradesco Rio. MARÇO/SÃO PAULO e JUNHO/RIO DE JANEIRO - A dupla Charles Möeller & Claudio Botelho traduz e dirige Cinderella, o musical de Rodgers & Hammerstein. O espetáculo faz temporada em São Paulo no Teatro Alfa e no Rio, no Teatro Bradesco. AGOSTO - O Que Terá Acontecido a Baby Jane? com Eva Wilma e Nicette Bruno estreia mundialmente (primeira vez encenado no mundo) no Teatro Porto Seguro em São Paulo. (espetáculo segue em temporada em 2017). NOVEMBRO - Rocky Horror Show com Marcelo Medici interpretando FrankNFurter estreia no Teatro Porto Seguro atraindo dezenas de cosplayers, que foram ao teatro vestidos a caráter e dançaram com o elenco no número final. (espetáculo segue em temporada em 2017). Todos os Musicais de Chico Buarque em 90 Minutos em turnê é apresentado em Portugal e no Brasil. Beatles num Céu de Diamantes em turnê é apresentado em 7 cidades brasileiras: Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Goiânia, Rio Grande do Sul e Florianópolis. Milton Nascimento - Nada Será Como Antes em turnê é apresentado em praças ao ar livre gratuitamente para milhares de pessoas nas cidades Belo Horizonte, Curitiba, Goiânia, São Paulo e no Rio de Janeiro é realizado no Boulevard Olimpico/Praça Mauá tendo a honra de ser o primeiro espetáculo de Teatro Musical apresentado na história da praça.

Filme

MARÇO – encerradas as filmagens de "Os Saltimbancos Trapalhões – Rumo a Hollywood", com direção de João Daniel Tikhomiroff. Möeller & Botelho assina a Direção Musical e o Argumento. O longa é uma adaptação de Os Saltimbancos Trapalhões - o musical, de Möeller & Botelho. O filme estreia em JAN/2017.

Prêmios e indicações

CHARLES MÖELLER & CLAUDIO BOTELHO são vencedores do Prêmio Faz Diferença do Jornal O Globo, na categoria Segundo Caderno/Teatro.


Kiss Me Kate – O Beijo da Megera

Prêmio Cesgranrio de Teatro

Indicações:

Melhor Espetáculo

Melhor Direção: Charles Möeller

Categoria Especial: Claudio Botelho pela Versão Brasileira

Melhor Ator em Musical: José Mayer

Melhor Atriz em Musical: Alessandra Verney

Melhor Direção Musical: Marcelo Castro

Melhor Figurino: Carol Lobato

Vencedor:

Melhor Ator em Musical: José Mayer

Melhor Atriz em Musical: Alessandra Verney

Melhor Figurino: Carol Lobato

Prêmio APTR (Associação dos Produtores de Teatro do Rio de Janeiro)

Indicações:

Melhor Espetáculo

Melhor Direção: Charles Möeller

Categoria Especial: Claudio Botelho pela Versão Brasileira

Melhor Ator: José Mayer

Melhor Atriz: Alessandra Verney

Melhor Ator em Papel Coadjuvante: Will Anderson

Melhor Direção Musical: Marcelo Castro

Melhor Figurino: Carol Lobato

Vencedor: Melhor Ator: José Mayer

Prêmio Shell

Indicações:

Melhor Atriz: Alessandra Verney

Melhor Figurino: Carol Lobato

Prêmio Reverência

Indicações:

Melhor Espetáculo

Melhor Direção: Charles Möeller

Melhor Ator: José Mayer

Melhor Atriz: Alessandra Verney

Melhor Ator em Papel Coadjuvante: Will Anderson

Melhor Atriz em Papel Coadjuvante: Fabi Bang

Categoria Especial: Claudio Botelho (Versões em Português)

Cenografia: Rogério Falcão

Melhor Figurino: Carol Lobato

Iluminação: Paulo Cesar Medeiros

Coreografia: Alonso Barros

Direção Musical: Marcelo Castro

Design de Som: Marcelo Claret

Vencedor:

Coreografia: Alonso Barros

Melhor Atriz em Papel Coadjuvante: Fabi Bang

Melhor Figurino: Carol Lobato

Design de Som: Marcelo Claret

Categoria Especial: Claudio Botelho (Versões em Português)

Melhor Ator: José Mayer



Cinderella, o musical

Prêmio Bibi Ferreira

Indicações:

Melhor Musical

Melhor Direção: Charles Möeller

Melhor Cenografia: Rogério Falcão

Direção Musical: Carlos Bauzys

Atriz: Bianca Tadini

Atriz em Papel Coadjuvante: Totia Meireles

Atriz em Papel Coadjuvante: Giulia Nadruz

Vencedor: Melhor Cenografia: Rogério Falcão

Prêmio Arte Qualidade Brasil

Indicações:

Melhor Atriz: Bianca Tadini

Melhor Atriz: Totia Meireles

Prêmio Aplauso Brasil

Indicações:

Melhor Musical

Melhor Atriz Coadjuvante: Giulia Nadruz

Melhores do Teatro no primeiro semestre de 2016 segundo o jornalista e crítico Miguel Arcanjo Prado

Indicação: Melhor Atriz Coadjuvante: Ivanna Domenyco

5º Prêmio Botequim Cultural Indicações: Melhor Espetáculo de Teatro Musical Melhor Diretor: Charles Moeller Falcão & Claudio Botelho Melhor Ator: Bruno Narchi Melhor Atriz: Bianca Tadini e Totia Meireles Melhor Atriz Coadjuvante: Cristiana Pompeo Melhor Direção Musical: Carlos Bauzys Melhor Figurino: Carol Lobato Melhor Iluminação: Maneco Quinderé

O espetáculo foi citado pela crítica Tania Brandão na relação dos melhores de 2016, destacando a direção de Möeller & Botelho, os efeitos, cenografia, figurinos e as atuações de Totia Meireles, Bianca Tadini e Ivanna Domenyco. O crítico Gilberto Bartholo também incluiu Cinderella na lista dos melhores do ano, chamando o espetáculo de "obra-prima". O crítico Rodrigo Monteiro destacou a direção de Charles Möeller, a atuação de Bianca Tadini, Totia Meireles, Bruno Narchi e Bruno Sigrist.



O Que Terá Acontecido a Baby Jane?

Prêmio Arte Qualidade Brasil

Indicações:

Melhor Atriz - Drama: Eva Wilma

Melhor Atriz - Drama: Nicette Bruno

Vencedor: Melhor Atriz - Drama: Eva Wilma

Melhores do Ano segundo o jornalista e crítico teatral Miguel Arcanjo Prado Indicações: Melhor Atriz: Eva Wilma e Nicette Bruno Melhor Atriz Coadjuvante: Teca Pereira Revelação: Sophia Valverde Iluminação: Paulo Cesar Medeiros Trilha Sonora: Charles Möeller Vencedor: Melhor Atriz: Eva Wilma e Nicette Bruno Melhor Atriz Coadjuvante: Teca Pereira

Prêmio Aplauso Brasil de Teatro*

Indicações:

Melhor Atriz: Eva Wilma

Melhor Atriz Coadjuvante: Sophia Valverde

Melhor Atriz Coadjuvante: Teca Pereira

Prêmio QUEM*

Indicações:

Melhor Atriz de Teatro: Eva Wilma Melhor Peça

* vencedores serão anunciados no primeiro semestre de 2017.

O espetáculo foi escolhido como um dos melhores do ano por Bruno Cavalcanti, da Conexão Sampa, do site Anna Ramalho, e também pelo crítico Gilberto Bartholo.


Rocky Horror Show

Prêmio Aplauso Brasil de Teatro*

Indicações:

Melhor Espetáculo Musical

Melhor Ator: Marcelo Medici

Melhor Ator Coadjuvante: Felipe de Carolis

Melhor Atriz Coadjuvante: Bruna Guerin

Prêmio QUEM*

Indicações:

Melhor Ator de Teatro: Marcelo Medici

Melhores do ano do Guia da Folha*

Indicações:

Melhor Musical

* vencedores serão anunciados no primeiro semestre de 2017.

Melhores do Ano no Teatro Musical segundo o jornalista Paulo Neto da Revista Drops Mag Melhor Ator: Marcelo Medici Melhor Ator Coadjuvante: Felipe de Carolis Melhor Atriz Coadjuvante: Bruna Guerin Melhores Versões: Claudio Botelho

O espetáculo foi escolhido como um dos melhores do ano por Bruno Cavalcanti, da Conexão Sampa, do site Anna Ramalho, e também pelo crítico Gilberto Bartholo.


Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Buscar